sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Feliz Natal







É o que desejo a todos os amigos e leitores do blog.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

sábado, 19 de dezembro de 2009

Roteiro..


Em visita a Castanhal me encontrei com o Coordenador Nordeste da Juventude do PMDB-Pará, debatemos a organização do "Encontro de Líderes da JPMDB" na Região e as pautas do que será abordado no Congresso.
-
Tive a oportunidade de conversar com o companheiro Joaquim Junior, que venceu as eleições para o Conselho Tutelar de Santa Izabel do Pará com quase dois mil votos, Joaquim se filiou no PMDB e irá participar da JPMDB na cidade.
-
Conversei também com os lideres da JOSC (Jovens Solidários com Cristo) que fazem um excelente trabalho nas comunidades da Zona Rural de Castanhal.
Na foto: Fabiano,Paulo,Sancleyton Alves (Pres.JPMDB Castanhal),Andrezão(Coordenador Regional),Alonquel (Membro da JPMDB Estadual)

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Convenção do PMDB



"O PMDB pode ter candidato próprio a Presidente da Republica e ao Governo do Estado do Pará." com essa frase o deputado e Presidente reeleito do PMDB Regional classificou o momento que vive a política Nacional e Estadual, porem, Jáder disse que à hora agora é de meditar e discutir um programa para o Pará e para o Brasil. Estiveram presentes Vereadores, vice-prefeitos, Prefeitos, deputados Estaduais e Federais.

Na foto: Dept. Antonio Rocha, ex-governador Aurélio do Carmo, dept.Jáder Barbalho, dept.Bel Mesquita, Priante, dept.Elcione e em pé do meu lado o Secretário Geral Wilson Ribeiro

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Estudantes pedem "FORA DUCIOMAR"



A decisão de manter o prefeito de Belém, Duciomar Costa, no cargo, levou dezenas de estudantes à sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em Belém, onde protestaram com cartazes e pizzas no final da manhã de hoje (9). Uniformizados, alunos do Colégio Paes de Carvalho e integrantes de movimentos estudantis fizeram uma manifestação em frente ao prédio, alertando que este pode ser o início de uma série de protestos.“Não podemos deixar que isso continue, porque todo mundo sabe que com a cassação e depois a liminar que manteve o prefeito no cargo, isso vai acabar em pizza”, disse Mauro Siqueira, representante do Movimento Estudantil. “A saúde, o trânsito e tudo ficou abandonado. O que nós queremos é pedir o apoio da população para evitar que as coisas piorem”.

(Diário Online)


sábado, 5 de dezembro de 2009

Fora Dudu

Entenda melhor a sentença do Juiz no caso em que cassa o mandato de Duciomar Costa e da posse ao segundo colocado, José Priante.




quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

18 milhões para Estudantes


Os deputados Estaduais, Dr.Soares e Chicão solicitaram R$18.393.571,00 através do orçamento do Estado para a Reforma das Escolas Estaduais de Castanhal, no Nordeste do Pará. Hoje fui pessoalmente parabenizar o deputado pela iniciativa que vai beneficiar 21 mil estudantes.


Na foto comigo: deputado Dr.Soares, Secretário Geral da JPMDB Michel Sauma e o suplente de Vereador "Sacola"

Movimento Estudantil


Defendendo a tese em nome do Movimento "Diretas Já" no Congresso da UNE

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Eleições 2010

Vários cenários e em todos o PMDB é o fiel da balança, vejamos os quadros:
--
Cenário 1: Se o PMDB topar a proposta do PT, Jáder é candidato ao Senado e irá apoiar Ana Júlia, indicando também o seu Vice, que pode ser o ex-vice-governador Hildegardo Nunes. Cenário que em minha concepção é quase impossível de ocorrer devido o desgosto do Partido com o Governo petista.
--
Cenário 2: Aliança com o PSDB, indicando Jáder para o Senado e Elcione Barbalho de vice na chapa com Jatene, vale ressaltar que os tucanos governaram o Estado por 12 anos e na Eleição de 2002 o PMDB subiu no palanque de Jatene. Helder como o deputado Estadual mais votado pediu voto para o tucano, e mesmo assim houve traição da parte dos mesmos, o que me faz crer que esse cenário também não é tão viável como dizem.--
-
Cenário 3: Jáder é candidato ao Governo do Pará pela 4ª vez e terá como companheiro de chapa alguém forte no Sul do Pará como o deputado Federal, Giovanni Queiroz e lançará Valéria Pires Franco do DEM para a vaga de Senado, com isso o líder do PMDB teria tempo de televisão para mostrar as grandes obras que fez no estado e uma forte chapa para o Legislativo Estadual e para a Câmara Federal.
--
Cenário 4: O PMDB lança candidato próprio e estes podem ser José Priante, Parsifal Pontes ou até mesmo Helder Barbalho, que vem fazendo um excelente trabalho em Ananindeua. Jáder seria candidato a Senado.
--
A verdade é que todos os quadros não passam de especulações, Jáder só decidirá aos 45 do segundo tempo, isto é, em junho na Convenção do PMDB.

UNE REBATE

Por Augusto Chagas, presidente da UNE

A principal manchete do jornal O Estado de São Paulo deste domingo acusa: “UNE é suspeita de fraudar convênios”. Em toda a página de abertura do caderno, o jornal julga: “a UNE fraudou convênios, forjou orçamentos”. Categoriza-nos de “aliados do governo” e afirma: “a organização estudantil toma dinheiro público, mas não diz nem quanto gastou nem como gastou”.
A afirmação “UNE é suspeita” não veio de nenhum órgão de polícia ou de controle de contas públicas, é uma afirmação de autoria e responsabilidade de O Estado de São Paulo. A principal acusação é de um orçamento de uma empresa não localizada, que aparece numa previsão orçamentária. De resto, outro orçamento de uma empresa que funciona num pequeno sobrado e especulação sobre convênios que ainda não tiveram suas contas aprovadas.
O fato é que a UNE nunca contratou nenhuma das duas empresas, apenas fez orçamentos, ao contrário do que a matéria, de modo ladino, faz crer. Sobre os convênios, o jornal preferiu ignorar as dezenas de convênios públicos executados pela UNE nos últimos anos – todos absolutamente regulares. Ignora também os pedidos de prorrogação de prazos feitos aos convênios citados, procedimento usual e que não tem nada de ilícito.
A diferença no peso dado a duas notícias na capa desta mesma edição evidencia mais ainda suas opções. Com muito menor destaque, denuncia os vídeos e gravações de um escândalo de compra de parlamentares, operadas pelo próprio governador do Distrito Federal. Apenas a penúltima página do caderno trata do escândalo, imperceptível sob a propaganda de um grande anunciante do jornal. Uma pequena fotografia mostra os R$100 mil que foram anexados ao inquérito divulgado pela Polícia Federal. A matéria, em tom jornalístico, não acusa. Pelo contrário, diz que os vídeos, “de acordo com a investigação”, revelam um suposto esquema de corrupção. Talvez o jornalista não tenha assistido às gravações...
Há pelo menos 17 anos este jornal não oferecia à União Nacional dos Estudantes uma manchete desta proporção. A última acontecera no Fora Collor. A hipocrisia da sua linha editorial precisa ser repudiada. Não apenas como esforço de defender a UNE das calúnias, mas para desmascarar os seus reais objetivos.
O principal deles é a desqualificação e criminalização dos movimentos sociais. O MST enfrenta um destes momentos de ataque, seja através da CPI recriada no Congresso pelos ruralistas, seja através da sistemática campanha que procura taxá-lo como “criminoso” para a opinião pública. As Centrais Sindicais sofrem a coerção econômica do patronato, policialesca do sistema judicial, e a injúria de parte da grande mídia. A UNE, que acaba de construir o congresso mais representativo dos seus 72 anos de vida, foi tratada como governista, vendida, aparelhada e desvirtuada de seus objetivos pela maioria das grandes rádios, jornais e revistas.
A grande imprensa oscila entre atacar os movimentos sociais ou ignorá-los - como fez recentemente com a marcha de mais de 50 mil trabalhadores reunidos em Brasília reivindicando a redução da jornada de trabalho. Este jornal, por exemplo, não achou o fato importante a ponto de noticiá-lo.
As organizações populares e democráticas devem ter energia para reagir prontamente. É fundamental que o façam de maneira unificada, fortalecendo-se diante dos interesses poderosos que enfrentam. Que fique claro: o setor dominante tenta impedir as profundas transformações que estas organizações reivindicam e que são tão necessárias à emancipação do povo brasileiro e à conquista da real democracia no país.
A manchete do Estadão evidencia também a maneira como a grande mídia trata o problema da corrupção no Brasil: como instrumento de luta política por seus objetivos e com descarado cinismo. Seja pela insistente campanha para desconstruir no imaginário popular a crença na política e no Estado, ou pelas escolhas que faz ao divulgar com destaque desproporcional irregularidades que envolvem aliados ou adversários, criando ou abafando crises na opinião pública.
Na verdade, pouco fazem para enfrentar os verdadeiros problemas da apropriação privada daquilo que é público. A UNE, pelo contrário, sempre levantou a bandeira da democracia. Alguns de nossos mais valorosos dirigentes deram a vida lutando por ela. E afirmamos com veemência: a UNE trata com absoluta responsabilidade os recursos públicos que opera e os aplica para atividades de grande interesse da sociedade.
Às vésperas da primeira Conferência Nacional de Comunicação, o movimento social deve intensificar a luta pelos seus direitos. O enfrentamento à despótica posição da mídia brasileira é um dos grandes desafios que o país terá na construção da democracia que queremos.
O movimento social brasileiro vive um momento de grande unidade, que pode ser visto pela sólida relação entre as Centrais Sindicais e pelo fortalecimento da Coordenação dos Movimentos Sociais. Não à toa, a UNE foi mais uma vez atacada. “Saibam que estamos preparados para mais editoriais, artigos, comentários e tendenciosas ‘notícias’”, afirmei em artigo publicado no dia 24 de julho, apenas cinco dias após a realização do nosso 51º Congresso. Os meses que se passaram não tornaram a afirmação anacrônica. Pois que todos saibam que a UNE não transigirá um milímetro de suas convicções e disposição de luta por um Brasil desenvolvido e justo.

Túnel do tempo