quinta-feira, 29 de abril de 2010

Será que ele não cansa?

Por Parsifal Pontes (deputado Estadual)

O presidente do PV, o verde musgo, agora escarlate, Zé Carlos, argumenta que a minha emenda substitutiva à autorização do empréstimo de R$ 366 milhões "é ilegítima, padece de ilegalidade, afrontando a legislação em vigor".

Fundamenta o desavisado companheiro furta-cor, que o empréstimo é autorizado através de um decreto legislativo e um "decreto legislativo não se presta para o tipo de emenda que o suplente de deputado está tentando emplacar".

Improcedente os argumentos. O pedido de autorização do empréstimo de R$ 366 milhões não é um decreto legislativo e sim o Projeto de Lei n° 259/2009 de autoria do Poder Executivo.

As operações de credito com os governos estaduais, pela legislação federal vigente e por resolução do Banco Central do Brasil, só podem ser realizadas depois de lei que as autoriza: por isto mesmo, a governadora enviou a Assembleia o projeto de lei já citado.

Meu caro Zé Carlos, vá estudar a legislação vigente, o regimento da Assembleia Legislativa, e leia os projetos enviados pelo governo, para depois se arvorar em defende-lo, pelo que lhe admiro, por ser uma árdua missão.

Touché! Zé furta-cor.

Meu comentário:
Será que o ex-petista, ex-tucano e agora subordinado do Puty não cansa de fazer papel de bobo ao tentar pregar que entende de alguma coisa? Por favor, Zé, volte a pedalar e apreciar a natureza.. Dá mais futuro pra você..

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Fogo Campeão


E ninguém cala! Esse nosso amor.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Projeto Rondon, o futuro da Universidade Brasileira

Sempre acreditei que o maior papel da Universidade Brasileira é usar o que se aprende na mesma fora dos muros da Instituição de Ensino, por isso, sou apaixonado pelo "Projeto Rondon", que integra o Estudante com as comunidades carentes de Norte a Sul. É um choque de realidade que ao mesmo tempo em que serve para aproximar o graduando das condições de desigualdade no país e contribuir com o avanço das comunidades assistidas.
Visite o site do Projeto Aqui

A importância do xerox na vida universitária

Escrito por Eleonora Rigotti que é estudante de Gestão de Políticas Públicas da Universidade de São Paulo e faz parte do Centro e Circuito Universitário de Cultura e Arte da UNE (CUCA)

Se é verdade que uma Universidade se faz com alunos e professores, também é verdade que todo estabelecimento de ensino possui hoje um xerox. Grandes, pequenos, uns menos informatizados, outros mais. Fato é que a maioria esmagadora dos professores disponibiliza material em suas respectivas pastas e os estudantes, fotocopiam! Em grande escala. Leia +

Tribo na Amazônia quer garantir futuro com projeto de carbono

Uma etnia indígena da Amazônia brasileira quer ser pioneira na elaboração de um projeto de redução de carbono para financiar o seu desenvolvimento de forma sustentável.Os Surui, que detêm a posse da reserva Sete de Setembro, na divisa entre Rondônia e Mato Grosso, querem receber recursos para manter a floresta de pé, e aplicar o dinheiro em um plano de desenvolvimento capaz de garantir pelo menos meio século de sobrevivência da etnia. Leia +

Depois da manicure e de parantes, Carepa nomeia 'DJ Saynha'

Por Cláudio Humberto

A governadora do Pará, Ana Julia Carepa (PT), não liga para quem desconfia que ela tem um parafuso a menos: depois de haver nomeado para cargos no governo a sua manicure, a cabeleireira, irmãos e outros parentes, namorado etc, assinou um decreto nomeando Élida Braz, a DJ Saynha (foto), famosa em Belém pelos shows sensuais e a pouca roupa, como sua “assessora especial”. Assessora de baladas, certamente

sexta-feira, 9 de abril de 2010

UAP de cara nova

O estudante de História, Pedro Fonteles, é o novo Presidente da UAP. eleito por unanimidade em assembléia geral das forças que compõe a entidade. Pedro é meu amigo e um grande militante estudantil, não tenho duvidas de que será um excelente presidente. Filiado a União Juventude Socialista também é filho do ex-deputado Estadual, Paulo Fonteles.